Identificação Biométrica

A Biometria da Impressão Digital

No homem existem vários tipos de mensurações unívocas: a impressão digital, a geometria da mão, a íris, o reconhecimento facial entre outros.

A OmniSeg é uma empresa especializada na tecnologia de biometria da impressão digital aplicada ao controle de acesso lógico e físico. Entende-se como acesso lógico, o acesso do indivíduo à redes e sistemas computacionais e como acesso físico, o acesso do indivíduo à áreas restritas e controladas.

Solicite Contato de Um Consultor
Saiba Mais

O Que é a Biometria e Como Funciona

O que é?

Nesta tecnologia, a impressão digital serve como chave de acesso a esses ambientes.

As chances de duas pessoas - mesmo gêmeos idênticos - de possuírem a mesma impressão digital é probabilisticamente menor do que 1 em 1.000.000.000 (uma em um bilhão!).

Esta tecnologia pode ser aplicada a qualquer processo de identificação existente. Por exemplo: login de computadores, login de sistemas, passagem em portarias com uso de crachás, etc... Nestes casos, estará garantida, através da autenticação biométrica, a identidade do indivíduo, agregando desta forma um valor substancial de seguridade ao processo.

O que é?

Na verdade são inúmeras as aplicabilidades da biometria como forma de autenticação de identidade. Em qualquer situação onde é importante se garantir que uma ação seja realizada pela pessoa responsável, a biometria se aplica. Como exemplo podemos citar: a entrada de pessoas na sala dos servidores de um site. Somente os técnicos designados devem operar estes computadores, além de ter acesso a documentos, peças, softwares, etc... armazenados nesse ambiente.

Funções críticas de sistemas aplicativos também podem ser controladas biometricamente. Por exemplo em um sistema de contabilidade, o balanço só deverá ser fechado pelo contador responsável.

Como funciona?

Matrícula - após a captura da impressão digital, é gerado um modelo matemático correspondente à imagem colhida. Este modelo é armazenado para posteriores autenticações.

Autenticação (1 p/ 1) - Traduz-se pela pergunta: "Esta pessoa é ela mesma?" A partir da captura ótica da impressão digital a ser autenticada, é gerado um modelo matemático correspondente à imagem colhida. Este modelo é comparado com o modelo previamente armazenado no processo de matrícula do indivíduo que solicita a autenticação. Esta operação é realizada por sofisticados algoritmos e quando a comparação atende aos parâmetros de acuricidade estabelecidos, o acesso é liberado. Seja ele lógico ou físico. Normalmente este processo leva menos de 1 segundo!

Como funciona?

Identificação (1 p/ n) - Traduz-se pela pergunta: "Quem é esta pessoa?". A partir do modelo matemático da impressão digital a qual deseja identificar-se a pessoa, é feita uma busca em toda a base de dados de modelos biométricos buscando-se aqueles que, dentro dos parâmetros de acuracidade estabelecidos, possam corresponder ao indivíduo a qual pertence a impressão coletada. Normalmente é utilizado em aplicações criminais e o tempo de resposta varia em função de vários fatores.

É importante ressaltar que a imagem da impressão digital não é armazenada, e também não é possível reconstituí-la a partir do modelo matemático que a representa, preservando-se assim a privacidade.